Embaixador de Angola recebe Título na Câmara

O Embaixador de Angola, Nelson Manuel Cosme, recebeu o Título de  Cidadão da Cidade de Salvador, nessa quinta feira, 30/11, no Paço da Câmara Municipal de Salvador. 

O vereador Luiz Carlos, autor da indicação, disse que “Salvador recebe mais um filho para enriquecer a nossa cultura e a nossa história” e justificou a outorga do título, ressaltando o importante e valoroso trabalho que o Embaixador desenvolve, a exemplo do projeto “Salvador, Cidade coirmã de Angola”, cujo objetivo é estreitar relações, ampliar conhecimentos e valorizar as culturas do Brasil e Angola, que teve um momento especial com a Semana da Cultura Angolana em Salvador.

Foto: Dep. Federal Marcio Marinho, Embaixador Nelson Manuel Cosme, vereador Luiz Carlos de Souza

 

 

Diante da importância do evento para a cidade e sua cultura, Luiz Carlos transformou a ideia em objeto de um Projeto de Lei que visa ao intercâmbio cultural. “Com o intuito de reforçar a importância dessa unificação de culturas, povos e costumes, transformei-a em projeto e dei entrada nesta Casa Legislativa, possibilitando assim, a criação da Semana da Cultura Soteropolitana em Angola, destacando a relação histórica e cultural entre com a capital baiana, fortalecendo a identidade africana na formação da cultura soteropolitana”, salientou.

Para o deputado federal Márcio Marinho, presidente da Frente Parlamentar de Amizade Brasil – Angola, na Câmara dos Deputados, a honraria é mais do que justa e merecida.

“Parabenizo o vereador Luiz Carlos pela iniciativa e reconhecimento da importância da representação do Embaixador Nelson Cosme para o Brasil, pelos esforços empreendidos no sentido de tornar cada vez mais fortes os laços de união entre o povo brasileiro e o povo angolano, laços ancestrais indissociáveis nos interesses comuns das nações”, afirmou Marinho.

Marinho destacou também que Salvador é a cidade, com o maior contingente populacional negro fora da África, o que faz dela “um baluarte da nossa união como povo negro que, a despeito da região geográfica que ocupa, é um só povo que se vê como guardião de nossa identidade, cultura, ancestralidade e responsável pelo futuro que desejamos realizar através da política, educação e da saúde, pontos cruciais para o desenvolvimento de uma nação”.​

Foto: Izabela Reis

 

 

Share