Marinho solicita que MP amplie o prazo de incentivo fiscal a novos projetos do setor automotivo

O deputado federal Márcio Marinho (Republicanos/BA) apresentou  uma proposta de emenda à  Medida Provisória (MP) 987/20, solicitando que seja prorrogado para 31 de outubro  de 2020 o prazo das empresas do setor automotivo apresentar projetos que resultem em produtos ou modelos novos, com a finalidade de obter o crédito presumido do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI).

De acordo com o texto, as empresas precisam comprovar, nesse mesmo período, valores mínimos de investimentos em pesquisa, desenvolvimento e inovação tecnológica nas regiões onde estão instaladas para  terem direito ao crédito, como ressarcimento dos valores pagos a título de PIS e Cofins sobre vendas realizadas entre 1º de janeiro de 2021 e 31 de dezembro de 2025.O parlamentar considera inviável a data de 31 de agosto, que foi proposta pela MP. Ele ressalta que no atual cenário da pandemia, onde empresas  foram forçadas a reduzirem a carga horária de trabalho, a demitirem funcionários ou até mesmo a fecharem as portas por período indeterminado, elas careçam de tempo hábil para elaborarem e apresentarem os projetos.

“Considero a medida  de fundamental importância, mas diante da atual situação que passamos, proponho a extensão do prazo para entrega dos projetos técnicos até 31 de outubro do ano corrente. Solicito ainda,   apoio  dos parlamentares  com o objetivo de incentivar as atividades do setor automotivo brasileiro, que tem sofrido enormes prejuízos com a atual situação do país”, concluiu.

Após o prazo de apresentação de emendas, a MP 987 será analisada diretamente no Plenário da Câmara, conforme o rito sumário de tramitação definido pelo Congresso Nacional durante o período de calamidade pública.